5 de agosto de 2008

Critérios de Análise para escolha do livro didático


O livro didático tem sido um instrumento valioso e fundamental para o professor. Nele, estão organizados e imediatamente disponíveis, os conteúdos básicos dos programas de ensino; estão, também, as atitudes e os valores que se pretende preservar, procedimentos já testados, orientações para o estudo, aberturas para o mundo. Com sua ajuda, professores e alunos desenvolvem a aprendizagem.Em muitos casos, porém, devido à falta de materiais que orientem os professores quanto ao que ensinar, assim como à freqüente dificuldade de acesso do aluno a outras fontes de estudo e pesquisa, o livro didático chega a constituir-se no principal, quando não no único, referencial para o trabalho em sala de aula. Num contexto como esse, torna-se fonte de informações e de capacitação do próprio professor. Por isso mesmo, selecioná-lo é, muitas vezes, escolher não só uma ferramenta de trabalho, mas também um companheiro de caminhada.O livro didático não se constitui em um instrumento neutro. Cada livro é produto de uma dada visão de mundo, de homem, de educação e de escola. A escolha do livro didático deve ser, portanto, um exercício da autonomia intelectual/pedagógica do professor que, de acordo com seus próprios princípios, opta pelos meios e decide os fins. Se for assim, teremos no livro um valioso apoio para nossa prática. Caso contrário, corremos o risco de colocar em uso um instrumento para o trabalho dissociado do modo de pensar.Por estas razões é preciso escolher com cuidado os livros didáticos que serão utilizados por você professor e professora e seus alunos e alunas, durante vários meses e anos seguidos.Reflita sobre alguns aspectos importantes que o ajudarão na escolha do livro didático.

0 comentários: